Município de Vieira do Minho

Casa Museu Adelino Ângelo inaugurada em Vieira do Minho

2011-07-18
Entre muitas individualidades, entidades militares civis e religiosas, e populares a Câmara Municipal de Vieira do Minho firmou, no passado Domingo, dia 17 de Julho um Protocolo com a Fundação Adelino Ângelo.

Tratou-se de um acto solene repleto de grande significado que veio consolidar um antigo desejo da população e abrir as portas de Vieira do Minho à cultura Mundial.

Com este acto, a Casa de Lamas passou agora a chamar-se Casa Museu Adelino Ângelo integrando, numa das suas galerias, uma exposição permanente do Mestre Adelino Ângelo, com um total nunca inferior a 20 obras.
O Mestre Adelino Ângelo, um dos maiores artistas plásticos do mundo, entre os maiores do nosso tempo, regressa assim à sua terra Natal e instala a sua obra na Casa que o viu nascer em 1931.

Esta parceria vai permitir a Vieira do Minho abrir portas ao Mundo e colocar o nome da terra que viu nascer o Mestre Adelino Ângelo no mapa da pintura plástica. Vieira do Minho e a Casa Museu Adelino Ângelo, passa a ser um fiel depositário de obras do Mestre, e cuja remodelação se fará anualmente.

Nas palavras que dirigiu ao público o Presidente da Câmara Municipal Dr. Jorge Dantas exaltou o papel da Cultura para o desenvolvimento sustentado de uma Terra.

Numa alusão ao maior poeta da Cultura Hispânica, Garcia Lorca, Jorge Dantas sustentou “ Nem só de pão vive o Homem”.

“ Como Presidente de Câmara é uma grande honra estar aqui numa sessão que significa o regresso do Mestre Adelino Ângelo à sua e nossa terra Natal” salientou o edil explicando que “o seu regresso significa que Vieira do Minho fica bem mais rica, contando agora com um museu com a obra do Mestre que ocupará parte da Casa de Lamas” explicou Jorge Dantas

Para Jorge Dantas o protocolo estabelecido com a Fundação Adelino Ângelo “é um grande projecto cultural e educativo”. “Um projecto que poderá dar um forte contributo para o nosso desenvolvimento como concelho” referiu.

No final da sua intervenção o Presidente da Câmara salientou o papel do “Dr. Armando Ferreira, com uma vida dedicada ao Concelho onde desempenhou importantes cargos políticos e, para além do ensino, é um apaixonado da história local tendo desenvolvido vários estudos de investigação sobre factos Históricos de Vieira do Minho, que muito contribuiu para que este projecto fosse possível”

Jorge Dantas dirigiu ainda algumas palavras de apreço e gratidão ao Mestre Adelino Ângelo por ter decidido voltar ao sítio onde nasceu “muito obrigada pela obra que o imortaliza e que queremos senti-la como nossa”

“Muito obrigado pela oportunidade de vivermos um dia como o de hoje, que ficará na história da nossa terra” disse.

“ Porque como disse Garcia Lorca: O mais terrível dos sentimentos é o sentimento de ter perdido a esperança” disse Jorge Dantas, concluindo que” Vieira do Minho tem esperança porque sabe que: nem só de pão vive o Homem”.

Adicionar comentário

VIEIRA DO MINHO TURISMO
Vieira do Minho-Negócios
Património Arquitetónico e Arqueológico
Agenda Cultural
Queixas / Sugestões
Universidade Sénior
Consulta número de eleitor
A Minha Rua
Protecção Civil